quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

conto1

" no salão, sentada em minha mesa, apenas distraindo minha mente, quando meus olhos cruzaram com o seu, olhos negros como a noite, mas com um brilho fora do comum, me perdi por segundos dentro daquele momento. Quando percebi estava em minha frente, me pediu uma dança, onde os corpos se encaixavam perfeitamente, numa dança envolvente de olhar, mãos, braços e corpo. Foi tanto carinho, tanta sinergia trocada, que como um encanto paramos olho no olho, e quando nossos lábios se aproximaram querendo apenas um beijo, em apenas num piscar, acordei em meu quarto, e fiquei ciente de que apenas um fora um sonho."